entrelinhas Between The Lines

Performance | 2016

 

Entrelinhas é uma performance em dupla onde o artista se encontra sentado em frente ao seu par, performado por Mayara Biagiotti, trajando vestes brancas e simples até que iniciam um ato de conexão um com o outro, representado através de dois novelos de lã e agulhas de costura, que os performers vão bordando suas roupas. Começando por suas próprias vestes, passam a agulha por entre o tecido até a roupa do outro, e assim sucessivamente.  O trabalho foi realizado em São Paulo na Semana Cultural da universidade FMU, em 2016, e também se desdobrou em linguagens audiovisuais.

 

O nome “Entrelinhas” brinca com a ambiguidade da palavra. Ler nas entrelinhas e de realmente estar entre linhas, como num relacionamento em que temos que decifrar a outra pessoa e acabamos ficando entre as coisas que deciframos. As linhas também aparecem em outros trabalhos do artista, em performances, desenhos e instalações, simbolizando conceitos que variam do significado bruto da própria linha, até conceitos de contornos e outras ambiguidades.

 

 A ação consiste em criar um acúmulo de linhas entre os dois corpos, que logo após é cortado com uma tesoura por um dos performers. Visando representar um relacionamento interpessoal, onde duas pessoas acabam se interligando cada vez mais, criando conexões como num relacionamento, que em momentos de sufoco, a costura é apertada para que os corpos se aproximem. Até que as ligações se mostram tão aglomeradas e confusas, que as relações são cortadas, como a tesoura que corta uma linha, a fim de demonstrar o término de um relacionamento, onde um sempre sai mais afetado do que o outro.  

[Registros de Gabriella Russo]

 

 

 

Between the Lines is a performance double where the artist is sitting in front of your partner, preforms by Mayara Biagiotti, dressed in white and simple garments to initiating an act of connection with one another, represented by two balls of wool and needles sewing, the performers will embroidering their clothes. Starting with his own clothes, they pass the needle through the fabric to the clothing of the other, and so on. The work was carried out in São Paulo Cultural Week FMU University in 2016, and also deployed in audiovisual languages.

 

The name "Between the Lines" in portuguese plays with the word ambiguity. Read between the lines and actually be between rows, as in a relationship in which we have to decipher the other person and ended up staying among the things that deciphered. The lines also appear in other works by the artist like performances, drawings and installations, symbolizing concepts ranging from the full meaning of the line itself, to concepts of contours and other ambiguities.

 

The action is to create an accumulation of lines between the two bodies, which soon after it is cut with scissors by one of the performers. In order to represent an interpersonal relationship, where two end interconnecting increasingly creating connections such a relationship that in moments of breathlessness, the seam is tightened so that the bodies approach. Until the links are shown as crowded and confusing, that relations are cut like scissors cutting a line in order to show the end of a relationship, where one always comes out more affected than the other.

© 2020 by Thiago Sguoti